terça-feira, 2 de Março de 2010

Auto da Barca do Inferno - cena dos 4 Cavaleiros - resolução de um teste

Guião:

1. Percurso cénico.
2. Símbolos cénicos e seu simbolismo.
3. Costumes (“mores”) censurados por Gil Vicente.
4. Levantamento das várias expressões que os quatro Cavaleiros usam para se referirem à Barca da Glória.
5. Na cantiga cantada pelos quatro Cavaleiros está condensada a moralidade da peça, reflexo da ideia que a Igreja tinha sobre a vida e o mundo. a. Indica-a. b. Justifica por que motivo esta peça se designou por Auto da Moralidade.
6. Levantamento de quatro arcaísmos. Escreve-os no português actual e indica os fenómenos fonéticos verificados.
7. Ao contrário do que acontece com as outras personagens, nada nos é dito sobre a sua vida ou morte, a não ser “morremos nas Partes de Além (v. 849)[…] pelejando por Cristo” (vv. 857-858). Imagina que cada uma destas personagens fazia uma pequena autocaracterização antes de embarcar. Redige cada uma delas.

Respostas

O Percurso cénico dos quatro cavaleiros é: Cais - Barca da Glória.
2. Os simbolos cénicos que os cavaleiros traziam eram : a Cruz de Cristo que simboliza a fé católica dos cavaleiros, as espadas e os escudos, que simbolizam a apologia da Reconquista e da Expansão da Fé Cristã
3. Os costumes censurados por Gil Vicente são os prazeres e os pecados.
4. As expressões que os quatro cavaleiros usam para se referirem à Barca da Glória são: “barca segura” (v.826), “barca bem guarnecida” (v.827), “barca da vida” (v.828) e “barca mui nobrecida” (v.841).
5. Gil Vicente pretende transmitir que quem faz o bem na Terra e espalhou a fé cristã é recompensado no Céu e quem acredita em Deus, quando morrer terá uma vida calma e tranquila, sem se preocupar e não terá de se arrepender de nenhum pecado e ficará com a consciência tranquila. a) A moralidade desta reflexão está condensada nos seguintes versos: “Vigiai – vos, pescadores, que depois da sepultura neste rio está a ventura de prazeres ou dolores. (vv. 836- 839). Gil Vicente com estes versos, pretendia transmitir que depois da '' vida terrestre '', cada pessoa era recompensada ou '' amaldiçoada '' conforme a sua vida na terra.b) Esta peça designa-se Auto da Moralidade porque Gil Vicente ao criticar os costumes, hábitos e vícios da sociedade, queria transmitir uma moral a toda a sociedade, queria que toda a sociedade ao ver a peça se risse, mas ao mesmo tempo, criticava os '' podres '' da sociedade daquele tempo.
6. Os fenómenos fonéticos são:Despois <> door – síncope Mui > muito – Paragoge
7. Retrato psicológico e físico Sou um nobre cavaleiro, que luta por Deus, pela minha pátria que amo.Tenho uma mulher de uma beleza extrema a quem dedico toda a minha vida e que me deu uns filhos que anseio ver.Sou alto, tenho olhos azuis, sou magro, mãos grossas, de quem andou na guerra, sou bem constituído e um homem atraente.

Sem comentários:

Enviar um comentário